Trabalho de conclusão

Documentos Importantes – Graduação

Entende-se por Trabalho de Conclusão de Curso o resultado de investigação científica a ser desenvolvida nos últimos semestres do curso. Seu objetivo é produzir conhecimento científico sobre fenômenos ou processos psicológicos e subsidiar intervenções em contextos sociais, da saúde ou do trabalho, sendo possível propor inovações tecnológicas.

As Faculdades Integradas de Taquara adotam o Trabalho de Conclusão na forma de um estudo individual sobre uma temática de relevância científica e social, que visa a demonstrar os conhecimentos teóricos e práticos sobre um tema específico de livre escolha do acadêmico e consonante com os princípios norteadores do Projeto Pedagógico do Curso. O acadêmico deve buscar o assunto para o desenvolvimento do trabalho dentro de sua área de interesse, em conformidade com a linha de pesquisa do orientador com reconhecida competência na área em que será desenvolvido o trabalho.

Trata-se de um estudo de caráter obrigatório, com apresentação e defesa perante Banca Examinadora. A orientação do Trabalho de Conclusão de Curso é compreendida como atividade pedagógica de acompanhamento do discente no decorrer de seu desenvolvimento, de forma a proporcionar o desempenho de ações, princípios e valores inerentes à atuação profissional, de acordo com os objetivos e perfil profissiográfico do curso.

O Curso de Psicologia, em seu currículo, propõe o Trabalho de Conclusão a ser desenvolvido em duas disciplinas, em diferentes semestres: Trabalho de Conclusão I (TC I) e Trabalho de Conclusão II (TC II). Nesse sentido, na disciplina de TC I, o aluno opta pelo tema e desenvolve um projeto de pesquisa, que deverá ser apresentado em Banca de Pré-Qualificação ao final do semestre e reformulado mediante sugestão dessa, para posterior encaminhamento ao Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) e à Coordenação do Curso de Psicologia.

Na disciplina de Trabalho de Conclusão II, o aluno, já de posse do seu projeto aprovado pelo CEP, executa a pesquisa e elabora um documento em formato de artigo final, de acordo com as normas adotadas pela Instituição. Esse artigo, ao final da disciplina de TC II, é apresentado em Banca Examinadora para defesa perante os examinadores, para a emissão de um conceito final.

O orientador de Trabalho de Conclusão de Curso deverá ter pós-graduação e ser docente nas Faculdades Integradas de Taquara. Competem-lhe as seguintes atribuições:

  • a) acompanhar o desenvolvimento do TCC de acordo com o cronograma;
  • b) zelar pela realização de trabalho científico que atenda às finalidades do TCC, conforme disposto no Projeto Pedagógico do Curso;
  • c) orientar o acadêmico sobre a metodologia e as técnicas de apresentação do TCC;
  • d) indicar a bibliografia básica para o desenvolvimento do TCC;
  • e) realizar os encontros de acompanhamento do TCC, de acordo com o cronograma estabelecido, providenciado os registros dos procedimentos realizados em documento próprio estabelecido pelo curso;
  • f) enviar ao professor das disciplinas Trabalho de Conclusão I e II o cronograma de acompanhamento do TCC;
  • g) orientar o acadêmico sobre questões de conteúdo, sobre o desenvolvimento da pesquisa e do TCC;
  • h) avaliar o desenvolvimento do projeto;
  • i) recomendar ou não, mediante parecer fundamentado, o TCC do orientando para apresentação às Bancas de Pré-Qualificação e Final;
  • j) participar, na condição de Presidente, das Bancas Examinadoras;
  • k) encaminhar, semestralmente, ao professor das disciplinas de TC, os registros dos procedimentos realizados no acompanhamento de seus orientandos.

Em reunião realizada com todos os alunos matriculados na disciplina de TC I, são esclarecidos os papéis de cada ator no processo de orientação. Assim, cabe ao acadêmico:

  • a) buscar o assunto para o desenvolvimento do trabalho dentro de sua área de interesse, bem como convidar o orientador;
  • b) apresentar a Proposta de Trabalho a ser desenvolvido, o Projeto e, por fim, o Artigo Final, nas datas estabelecidas pela Coordenação do Curso de Psicologia;
  • c) seguir as normas da ABNT, conforme o Manual para a elaboração e formatação de Projetos de Pesquisa e de Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC, bem como revisar a redação do texto;
  • d) realizar encontros com a Coordenação do Curso de Psicologia sempre que se fizer necessário ou quando for solicitado por essa;
  • e) obter frequência mínima de 10 orientações semestrais individuais com o professor orientador, mediante a comprovação nas fichas de acompanhamento;
  • f) entregar, ao final de cada semestre, a ficha de acompanhamento com a descrição das datas e das atividades desenvolvidas nos atendimentos de orientação, com a assinatura do orientador;
  • g) participar, com frequência mínima de 75%, das reuniões gerais e individuais, conforme normas da Instituição, a serem divulgadas pela Coordenação Geral dos Trabalhos de Conclusão.

Compete ao professor das disciplinas de Trabalho de Conclusão I e II as atribuições que seguem abaixo:

  • a) fornecer esclarecimentos aos alunos sobre a natureza e os trabalhos a serem realizados no transcorrer do Trabalho de Conclusão;
  • b) auxiliar no estabelecimento do contato entre os acadêmicos e seus possíveis orientadores, fornecendo aos interessados as informações sobre linhas de pesquisa dos docentes e temas de interesse dos alunos, orientando e analisando a escolha do orientador;
  • c) manter contato constante com o acadêmico para acompanhar o desenvolvimento do trabalho;
  • d) receber do orientando, ao final do semestre, sua ficha de acompanhamento com a descrição das datas e das atividades desenvolvidas nos atendimentos de orientação, com a assinatura do orientador;
  • e) organizar e divulgar os prazos de entrega dos trabalhos, além das datas e procedimentos das Bancas de Pré-Qualificação e Final, determinando, a partir das sugestões dos orientadores, os membros das bancas examinadoras.

Os critérios de avaliação e obtenção de conceito final levam em consideração aspectos formais, de conteúdo e de apresentação oral, os quais devem ser pontuados pelos avaliadores, tanto na Banca de Pré-Qualificação, como na Banca Final. Tais critérios de avaliação estão representados em um formulário construído e aprovado pelo Colegiado do Curso, com um sistema de pontuação correspondente a cada categoria. Ao final da Banca de Pré-Qualificação, é emitida uma nota conjunta do projeto apresentado, formulada a partir da média de todas as notas recebidas. Na Banca Final, a nota final conduzirá a um conceito correspondente ao mérito da produção do acadêmico.

A Instituição tece esforços no sentido de viabilizar a publicação, através de livros e artigos, bem como divulgar, em jornais de circulação na região de abrangência da IES, os principais resultados dos trabalhos que obtêm destaque em suas avaliações.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.